sábado, 31 de agosto de 2013

Quarto suspeito de roubar garotas de programa é preso

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

O quarto jovem suspeito de assaltar duas garotas de programa na quinta-feira em Cocal do Sul (ver matéria) já foi detido pela Polícia Militar de Criciúma. O roubo ocorreu na SC-108 (trecho que liga Cocal do Sul a Criciúma). Conforme traz a jornalista Vanessa Amando, para o Portal Engeplus, três envolvidos foram presos ainda na tarde de quinta, já o quarto suspeito foi detido durante a noite de quinta.

A prisão se deu após a abordagem da PM a um veiculo gol, que com três jovens. Um deles havia trocado mensagens de texto trocadas com o homem que a PM procurava. Supõem-se esses homens iriam ao encontro do foragido, para resgatá-lo. Após isso a PM localizou o quarto elemento e a prisão se deu no Bairro Demboski.

Os quatro já estão no Presídio Santa Augusta.

Depois de 16 medalhas do Estadual, caratecas de Cocal estão a caminho da Olesc

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

A cidade de Cocal do Sul vai ser representar da 13º Olesc (Jogos da Juventude Catarinense) por nove caratecas. Eles estão a caminho de Caçador (saíram neste sábado), onde as competições ocorrem até 7 de setembro,

“Estamos muito satisfeitos com a classificação dos atletas, nossa equipe é forte, preparada e vai com tudo. Estamos treinando muito para ficarmos entre os melhores nesta final”, comentou o técnico Luiz Boava, que acompanha o grupo. A maioria dos atletas faz parte do projeto Oficina do Atleta.

Estadual de Karate

Cocal do Sul vem ganhado destaque na modalidade, sendo que no último sábado os atletas sul cocalenses conquistaram 16 medalhas no Estadual de Karate, ficando em quarto lugar na colocação geral. . Foram sete medalhas de ouro, seis prata e três de bronze. A equipe de Cocal era formada por 14 caratecas, sendo que apenas três atletas ficaram sem medalhar.

Coopercocal realiza desligamento no São Simão e na Linha da Soler neste domingo

por Davi Carrer 
 - cocalcomunitario@gmail.com

A Coopercocal vai realizar o desligamento de energia elétrica para manutenção no São Simão e na Linha da Soler neste domingo (1º/9).

Os moradores ficaram sem eletricidade das 6h30 às 9h30 horas.

Os desligamentos somente vão ocorrer em condições climáticas favoráveis. Por medida de segurança o cidadão deve considerar a rede energizada.

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Tribuna: Defesa Civil, vereadores atuantes e reclamação dos moradores

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

A tribuna foi usada por dois vereadores esta semana: Angela Maria Mendes Anjo (PPS) e Luiz Henrique de Bittencourt (PP). A vereadora Ângela começou sua fala lembrando a aprovação da última sessão da Defesa Civil da cidade e a importância que a mesma tem e terá em casos de emergências. A Prefeitura já recebeu um kit Defesa Civil. O kit é composto por microcomputador, impressora, televisor e sistema global de posicionamento (GPS) (ver matéria). A vereadora lembrou que este projeto foi indicação dela e ainda fez menção de que os projetos não aparecem o nome de quem indicou e com isso se cria uma ideia de que “vereador não trabalha”. Lembrou que as câmeras de seguranças são indicação da vereadora Nega e o Procon do vereador Henrique. Lembrou que o Legislativo está sempre com poucas pessoas e as pessoas não frequentam para saber quem esta trabalhando, cumprindo o papel de fiscalizar os trabalhos dos vereadores. Disse já ter escutado que as pessoas não vão a Câmara por não haver baixaria e frisou que não vai haver baixaria mesmo, pois os projetos são debatidos antes. 

O vereador Henrique trouxe reclamações dos moradores do Bairro Jardim das Palmeiras, que não são atendidos pelos correios. O mesmo contou que foi até a agência dos correios e averiguou a possibilidade da ampliação do atendimento. Também fez menção da ida ao Executivo com a vereadora Ângela, quando o prefeito informou que 50% dos recursos para pavimentação de ruas já esta sendo liberada e em breve inicia os trabalhos. Além disso, trouxe a informação que das 16 entidades de moradores, 14 estão aptas, com utilidade pública, para receber verbas da Câmara. 

Coopercocal realiza desligamento na Linha Ferreira Ponte neste sábado

por Davi Carrer
 - cocalcomunitario@gmail.com

A Coopercocal vai realizar o desligamento de energia elétrica para manutenção na Linha Ferreira Ponte neste sábado (31/8).

Os moradores ficaram sem eletricidade das 6h30 às 9h30 horas.

Os desligamentos somente vão ocorrer em condições climáticas favoráveis. Por medida de segurança o cidadão deve considerar a rede energizada.

Garotas de programas são assaltadas na SC-108, em Cocal

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com
Foto: Especial Engeplus/Allen Silva

Duas garotas de programas foram assaltadas na SC-108 (trecho que liga Cocal do Sul a Criciúma) na tarde de ontem (29/8). A jornalista Vanessa Amando traz, no Portal Engeplus, que as mulheres foram assaltadas por quatro jovens armados. A Polícia Militar foi acionada, mas os suspeitos fugiram em direção a Linha Batista em duas motocicletas após a abordagem.

Depois de entrarem em torno de três quilômetros no meio do mato e trocar tiros com a polícia, três dos jovens foram localizados. Com eles foi encontrada uma quantia de dinheiro, possivelmente proveniente do assalto. As motos que foram abandonadas, têm placas de Criciúma e Urussanga, foram apreendidas, mas não apresentam registro de furto. A arma utilizada não foi encontrada.
Foto: Especial Engeplus/Allen Silva

Os três suspeitos presos têm passagens criminais e são naturais de Criciúma. Os detidos confessaram o crime e foram levados para a Delegacia da Criança e Adolescente, e de Proteção à Mulher e ao Idoso, onde uma das vítimas registrou Boletim de Ocorrência. O PPT (Pelotão de Patrulhamento Tático) deu apoio a guarnição da PM que atendeu a ocorrência. As buscas pelo quarto suspeito continuam.

Conselho tutelar de Cocal vai receber carro zero

por Davi Carrer
 - cocalcomunitario@gmail.com

Os conselheiros tutelares desenvolvem um papel importante, atendendo as crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. E para ajudar neste trabalho eles vão receber um carro zero quilômetros, cinco computadores novos, uma impressora, uma geladeira e um bebedouro. A doação, oficializada no Paço Municipal, foi possibilidade através de uma emenda parlamentar do deputado federal Marco Tebaldi (PSDB). Os itens devem chegar até o fim do ano.

“No início do ano nós investimos na estruturação do Conselho. Com certeza esse complemento será de grande valia para que a realização dos trabalhos possa ser ainda mais eficaz e profissional", comentou a secretária de Assistência Social, Sinara Crippa Milanez.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Polícia Civil busca novo prédio para delegacia em Cocal

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

Após ter que suspender as atividades no início desta semana, devido aos danos provocados pelas chuvas, a Polícia Civil está em busca de um novo prédio para a delegacia em Cocal do Sul. Nesta quinta-feira (29/8) o delegado Regional, Jorge Luiz Koch; o delegado da Comarca de Urussanga, Bruno Sinibaldi; e o responsável pela delegacia de Cocal, Evandro Rodrigues, estiveram reunidos com o prefeito Ademir Magagnin e a vice Aninha.

Em pauta a construção de um novo prédio para a delegacia de Cocal. “Ficou decidido na reunião, que será realizado um levantamento dos terrenos disponíveis no município, no sentido de se escolher o que melhor se adequar para a construção”, postou a Polícia Civil em seu perfil no Facebook.

Durante a reunião também foi discutido o apoio policial para a CocalFest, em que deverá ser deslocado uma delegacia móvel para atender a população durante o evento.

Cutucadas #42

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

“A verdade é que não há verdade”. Assim nos expressa o grande poeta Pablo Neruda. A verdade não vale a verdade que é dita, pois cada um cria sua verdade da forma que lhe convém. Mas “mentir pra si mesmo, É sempre a pior mentira”, proferia Renato Russo. A Verdade pode nem existir. Dependendo do que acredito podemos criar nossas próprias verdades e aí a mentira não existe para quem observa. Mas “mentir pra si mesmo, É sempre a pior mentira”... São os dilemas da vida.

=====================================

Meu sócio, editor-chefe e jornalista, de alta competência profissional, esta semana veio com a maior pérola, criando um novo slogan ao Cocal Comunitário: “Ctrl+C e Ctrl+V? SQÑ! www.cocalcomunitario.com”

=====================================

Cocal Comunitário vai fazer um ano no ar. Sem dúvida sempre com os pés no chão. Aliás, na última terça-feira (27/8), no Ponto 20, foi pensado e proposto a mudança de layout, ou seja, um novo site. Aguarde!

=====================================

Pela primeira vez no ano os vereadores se levantaram, digo, rejeitaram uma proposta, e sem dúvida estavam certos. Se o servidor já recebe um salário, porque ganhar honorários sobre o que faz? Mas o prefeito poderia ter retirado o projeto, pois sabia que seria rejeitado, mas não o fez, por quê? Pressão?

=====================================

Projeto de criação de cargo comissionado, que foi modificado, se não tivesse modificação também receberia a rejeição dos edis e o vereador Sidney afirmou que a bancada do PSDB iria votar contra. Não que isso seja motivo de “início de brigas”, mas um recado de que as coisas podem mudar até o final do mandato.

=====================================

Esta semana tivemos uma série de entrevistas sobre políticas públicas para Juventude. E em conversa com a vereadora Nega, com o apoio da vereadora Ângela, se pensa em articular um Conselho de Juventude na cidade. A iniciativa é do ICJ (Instituto Catarinense de Juventude), mas o protagonismo é da juventude. Se você tem interesse é só entrar em contato com este que vós escreve!

=====================================

Sobre os médicos cubanos, só tenho a dizer que é uma honra ter médicos humanistas no Brasil. Estas manifestações não passam de preconceito e corporativismo da classe médica. O que mais se vê é reclamações do atendimento médico. As pessoas se sentem mal atendidas. Isso em Cocal, onde temos um dos IDHs mais alto do Brasil. A falta de médico é nítida no norte-nordeste. Casos de falsos médicos ocorrem “de vez em quando”!

Vereadores conhecem fábrica de fraldas do Lions

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Os vereadores de Cocal do Sul visitaram a sede do Lions após sessão da Câmara, terça-feira (27/8). O objetivo da visita era conhecer como se dá o processo de fabricação de fraldas geriátricas, produzidas pelos membros do Lions todas as terça-feira a noite no Cocal Clube.

O vereador João Geraldo Echeli (PSDB), que também é o presidente da entidade, explicou aos demais vereadores todo o processo de fabricação das fraldas. A visita se deu pelo fato que foi doado, via Câmara de Vereadores, o valor de R$ 10 mil para compra de materiais para confecção das fraldas.

As fraldas são doadas às famílias carentes que possuem acamados. São atendidas cercas de 50 famílias que recebem três pacotes de fraldas por mês. São doados cerca de 150 pacotes de fraldas por mês, sendo que cada um contem oito fraldas. Todas as terças-feiras são produzidas por volta de 50 pacotes.

Cocal adota cobrança em cartório para resgatar dívida de R$ 4,2 milhões

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

R$ 4,2 milhões. Este é o valor da dívida ativa de Cocal do Sul, ou seja, o montante que a Prefeitura deixa de receber devido ao não pagamento de impostos e multas, que poderiam ser revertidos em prol da população. Mas a cidade está atrás do prejuízo e se prepara para adotar a cobrança das dívidas ativas em cartórios.

Com aproximadamente 1,8 mil processos ajuizados, a Administração Municipal deverá aprovar, por meio de decreto, os protestos extrajudicial das CDA’s (Cobrança da Certidão de Dívida Ativa). A maior parte desse valor é originada do não pagamento de ISS, IPTU e de multas impostas pelo município. O Decreto (431/13), que regulamenta a cobrança, foi publicado no dia 26 de agosto no Diário Oficial dos Municípios.

A vantagem da cobrança em cartório é que, enquanto uma ação de execução fiscal no Judiciário pode levar até nove anos para chegar ao fim, encaminhar esse título para protesto, conforme previsto na lei federal n° 9.492/97 (Lei do Protesto), proporciona a recuperação da dívida em três dias. O devedor, que efetua o pagamento no cartório, também tem o menor custo como uma das vantagens, pois não precisará arcar com os gastos inerentes ao processo judicial, como honorários advocatícios e custas judiciais.

No cartório a dívida precisa ser paga em até três dias, à vista. Mas o protesto não impede o devedor de negociar o parcelamento do pagamento diretamente com o credor, levando ao cancelamento do protesto. Caso não haja pagamento, nem acordo, o CPF/CNPJ será negativado junto às empresas de cadastro de crédito.

A Administração vai entregar uma notificação para todos os contribuintes com dívida em aberto para um possível acordo antes de encaminhar o protesto em cartório.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Sem muita polêmica, projeto é rejeitado por unanimidade

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Pela primeira vez no ano os vereadores de Cocal do Sul ficaram de pé durante a votação de um projeto de lei. O gesto significa que, de forma inédita nesse mandato do Legislativo, um projeto foi reprovado, e ainda por unanimidade. Para proporcionar tal feito os vereadores ponderaram que estão ali para legislar em favor do povo de Cocal do Sul. A sessão desta última terça-feira (27/8) também contou com o uso da tribuna pelos vereadores Angela Maria Mendes Anjo (PPS) e Luiz Henrique de Bittencourt (PP) (matéria na sexta-feira).

No decorrer da sessão os vereadores aceitaram e aprovaram a mudança no projeto que criava um novo cargo de confiança na prefeitura. Segundo o vereador Volnei Da Silva (PSD), que já havia dado “pau”, o projeto foi aprovado, pois foi achado um “meio-termo”, o vereador Henrique explicou as mudanças e disse que o cargo criado para o Procon tem um salário de R$ 1.255,00, explicando que para ser aprovado o prefeito aceitou que se extinguisse um cargo de confiança, que não está ocupado. Hoje a prefeitura possui 44 cargos comissionados criados e são ocupados 26. Segundo o vereador Sidney Duarte de Oliveira (PSDB) é importante a mudança, pois extingue um cargo com um valor maior e mantem o mesmo número de cargos, e com uma diminuição nas folhas de pagamento, pois o cargo extinto tinha um valor de R$ 2.200,00. A vereadora Angela fez menção de que o funcionário será da área do direito e com perfis técnicos.

Projeto rejeitado

“Os favoráveis permaneçam como estão, os contrários se manifestem”. Esta frase tão popular nas sessões foi rompida pelos vereadores, pois todos se manifestarem (ficaram de pé). O projeto rejeitado era o mesmo que o vereador Volnei, da situação, tinha se manifestado contra nas sessões passadas. Os advogados da Prefeitura não receberão honorários pelos serviços prestados. Segundo os vereadores, os advogados já recebem para cumprir aquele trabalho. Deram sugestões de que este dinheiro então seja usado para formação dos advogados ou investir em outras áreas carentes de verba. A Prefeitura poderia ter retirado o projeto, porém, mesmo sabendo que seria rejeitado, não o fez, mas isso não abala a relação Executiva X Legislativo.

Também legislaram sobre os terrenos da Área Industrial, aprovando que o prefeito remanejasse os lotes ainda existentes, pois muitos foram “doados” e não construíram ainda...E com isso mais três nova empresas abrem suas portas em Cocal, oferendo empregos. Mas os lotes estão esgotados. Cocal precisa urgente de uma nova área industrial, a 3.

Fora da Sul-Americana, foco do Tigre agora é total no Brasileiro

colaborador especial Tiago N. Fabris 
- cocalcomunitario@gmail.com
Com poucas emoções, Criciúma é eliminado da
Copa Sul-Americana. Foto: Rodrigo Villalba - Futura Press

Não foi desta vez que os jogadores do Tigre voltarão a viajar pela América. Em um jogo de poucas emoções, a vitória da Ponte Preta na primeira partida, por 2x1, garantiu o time de Campinas na terceira fase da Copa Total Sul-Americana.

O empate em 0x0 não teve grandes lances. Ainda com Sílvio Criciúma como técnico interino a equipe fez um jogo morno, começando a exercer pressão mais acentuada após os 25 minutos do segundo tempo, mas sem efeito. Com o empate, o Tigre, agora eliminado da competição internacional, aguarda o jogo do final de semana, contra o Vitória, em Salvador, no próximo domingo (1°/9), buscando distanciar-se do Z4.

Já a Ponte Preta espera o vencedor de Deportivo Pasto (COL) e Colo-Colo (CHI) para saber quem enfrentará na próxima fase. Na primeira partida os colombianos venceram por 1x0.

Sílvio Criciúma deve estar a frente do comando do Carvoeiro ainda no próximo jogo, pois até o momento não foi anunciado um sucessor para Vadão. Silas foi cotado, mas se depender da torcida Tricolor, não pisa no Majestoso. Com um histórico recente ruim e comentários infelizes sobre o clube, quando ainda treinava o Avaí, nesta terça-feira ele foi repudiado pela torcida do Tigre em um site de relacionamentos.

Um forte candidato, e um dos preferidos pela torcida no momento, é o técnico do Paraná Clube, que vem fazendo boa campanha na Série B. A equipe Paranista ocupa neste momento a quarta colocação, com 30 pontos.

Estatuto da Juventude: Entrevista com professora e pesquisadora Fernanda Lima - parte 2/2

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

Confira a segunda parte da entrevista exclusiva que o Cocal Comunitário fez com a professora de Direito e integrante do Núcleo de Estudos Jurídicos e Sociais da Criança e do Adolescente (NEJUSCA/UFSC) Fernanda da Silva Lima. O assunto é o Estatuto da Juventude e políticas públicas para juventude.

Cocal Comunitário: Como professora e pesquisadora na área do direito das crianças e adolescentes e juventude, quais são os maiores problemas que podem ser apontados nesta área em relação aos direitos?

Fernanda da Silva Lima: Pergunta difícil... São vários! Podemos citar alguns aqui: a) falta de conscientização da população de modo geral para a garantia dos direitos da infância, adolescência e juventude; b) falta de mobilização da sociedade civil organizada, não organizada e do poder público para o enfrentamento sério das questões que norteiam a garantia desses direitos; c) necessidade de maior compromisso dos Conselhos de Direitos – órgão importantíssimo, principalmente no que se refere às deliberações sobre políticas públicas (no caso do Conselho de Direitos da Infância que é também deliberativo e não meramente consultivo; d) criação de Conselhos de Juventude; f) falta de participação popular nas discussões sobre o orçamento público, já que é através das leis orçamentárias (LDO, LOA, PPA) discutidas pelo Legislativo nos três níveis de governo e da qual a população não toma conhecimento. Enfim, poderíamos apontar outros, mas estes já dão um bom debate.

Cocal Comunitário: Mesmo que Cocal seja uma cidade pequena, com índices de problemas sociais relativamente pequenos, é possível a criação de políticas públicas e de um conselho de juventude para debater a participação dos jovens?

Fernanda da Silva Lima: Não há cidade pequena que não enfrente grandes problemas devido à falta de políticas públicas na área da juventude. É de extrema importância que o município de Cocal do Sul crie o Conselho de Juventude e comece a trabalhar, seguindo as diretrizes da lei e do próprio Conselho Nacional (CONJUVE).
Quando falamos em melhorias e investimentos em políticas públicas para a juventude estamos falando em melhorias na qualidade de vida e no próprio desenvolvimento do município, que virá certamente, se o poder público local enfrentar com seriedade este debate.

PM de Cocal apreende cigarros falsificados

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

A Polícia Militar de Cocal do Sul aprendeu um veículo que transportava aproximadamente 225 maços de cigarro provenientes do Paraguai na tarde de ontem (28/8). Após a abordagem o motorista do carro foi conduzido até a Polícia Civil de Cocal, onde foi instaurado um inquérito policial por contrabando.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Estatuto da Juventude: Entrevista com professora e pesquisadora Fernanda Lima - parte 1/2

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

Confira a entrevista exclusiva que o Cocal Comunitário fez com a professora de Direito e integrante do Núcleo de Estudos Jurídicos e Sociais da Criança e do Adolescente (NEJUSCA/UFSC) Fernanda da Silva Lima. O assunto é o Estatuto da Juventude e políticas públicas para juventude.

Cocal Comunitário: A presidente Dilma sancionou o Estatuto da Juventude. Foram mais de nove anos de debates com a sociedade civil. Como se deu este processo de construção do estatuto?

Fernanda da Silva Lima: A história de luta por direitos para a juventude e por direitos para crianças e adolescentes se confundem na historiografia brasileira. Talvez a grande diferença entre eles tenha acontecido em decorrência da promulgação da Constituição Federal de 1988. Constituição esta caracterizada por incluir novos direitos, vindos da pauta de reivindicações dos principais movimentos sociais do país. À exemplo do Movimento Negro, Movimento de Mulheres, Movimento Indígena, Movimento Criança Constituinte e Pastoral da Criança, entre outros, que entre as suas lutas particulares requeriam a volta da democratização ao país e uma efetivação de direitos fundamentais. Logo, a Constituição Federal de 1988 assegurou os direitos inerentes à infância em seu artigo 227, inserindo a Doutrina da Proteção Integral, de proteção à infância, já adotada pela Convenção Internacional dos Direitos da Criança da ONU. O texto constitucional remeteu proteção exclusiva às crianças e adolescentes, deixando a regulamentação do texto constitucional para a Lei nº 8,069/1990 conhecida como Estatuto da Criança e do Adolescente, que foi responsável por fazer a classificação etária, reconhecendo na categoria de crianças e adolescentes os menores de 18 anos no Brasil.
Esse foi o cenário de proteção da infância alcançado ao final da década de 1980 e início dos anos 1990. No entanto, os direitos de juventude não entraram na Constituição Federal durante a constituinte, o que me pareceu um erro grave, porque os movimentos sociais já existiam no período. Considerando essa ausência de previsão de direitos no texto constitucional, começa a partir da metade da década de 1990 a surgir no cenário nacional projetos para a juventude, para aqueles que estavam na faixa etária acima dos 18 anos de idade e que precisavam de uma proteção específica, principalmente por parte do Estado no que tange as políticas públicas. Diversos indicadores sociais (PNAD/IBGE) constataram que havia um alto índice de jovens na população brasileira entre os 18 e 29 anos de idade, que viviam uma completa invisibilidade. Invisibilidade nas políticas públicas, invisibilidade nos espaços públicos, invisibilidade no cenário político, econômico, social... Enfim havia uma marginalização da juventude, no sentido literal da palavra.
Os trabalhos de ONGs (Organização Não Governamentais) foram de extrema importância no período, pois preenchiam a lacuna da invisibilidade deixada pelo poder público, executando políticas em âmbito local.
Infelizmente, somente neste século o poder público começou a dar devida atenção à questão da juventude. Em 2004 foi realizado um Diagnóstico Nacional da situação dos jovens no Brasil e no mesmo ano foi criado o Grupo Interministerial, formado por 19 ministérios, responsáveis por analisar os programas existentes para a juventude brasileira em âmbito governamental e deliberaram pela necessidade de criação de um Plano Nacional de Juventude (SNJ) e ainda em 2004 foi proposto em discussão no Congresso Nacional o Estatuto de Juventude (PL-04529/2004).
Em 2010 a Emenda Constitucional nº 65 alterou a redação da Constituição Federal de 1988 e incluiu a categoria “jovem” no artigo 227, que até então era exclusivo para os direitos de crianças e adolescentes. A nova redação do texto legal ficou assim: “É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança, ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão”.
No entanto, me parece que a inclusão do jovem na redação do artigo 227 foi o primeiro equívoco, pois a proposta de proteção integral à crianças e adolescentes e a conquista de direitos para a juventude se apresentam de forma diferenciada, principalmente porque as crianças e adolescentes de fato estão numa situação mais vulnerável de proteção em razão da pouca idade e, em segundo lugar, porque abriu margem para as confusões de classificação etária.
Acredito que poderiam ter criado o artigo 227-A e não misturar as duas áreas, pois o sistema de proteção para crianças e adolescentes será diferente do sistema de proteção para os jovens. Exemplo é o órgão do Conselho Tutelar, que continuará atendendo apenas as demandas da infância e adolescência, não se estendendo aos maiores de 18 anos.
O artigo 227 em seu parágrafo oitavo informa que seria necessário regulamentar o texto constitucional no que se refere aos direitos de juventude com a criação de um instrumento próprio e que foi aprovado finalmente em 5 de agosto deste ano, através da Lei nº 12.852/2013.

Dados justificadores da necessidade de criarmos no âmbito nacional políticas de juventude:
- 6,5 milhões de jovens não estudava, nem trabalhava em 2006 (PNAD 2006);
- Quase metade dos desempregados era jovem (IBGE, 2007);
- 32,8% dos jovens, entre 18 a 24 anos abandonaram a escola sem concluir a educação básica e apenas 12% frequentam o ensino superior (IBGE 2009),
- Em 2006, do total de mortes de jovens do sexo masculino, 77% foram por causas externas, principalmente fruto de homicídios.


Cocal Comunitário: Qual a importância de um estatuto da Juventude para a Juventude Brasileira? Existe necessidades de políticas públicas para a juventude hoje em dia?

Fernanda da Silva Lima: Eu sempre afirmo que a garantia dos direitos da infância, da adolescência e da juventude e sua efetividade devem caminhar junto com o investimento em políticas públicas por parte do Estado.
Infelizmente este processo é muito lento.
Em 2004, o Grupo Interministerial, a que já me referi, deliberou pela Política Nacional de Juventude e lançou à época nove desafios, quais sejam: “1) ampliar o acesso ao ensino e a permanência em escolas de qualidade; 2) erradicar o analfabetismo; 3) preparar para o mundo do trabalho; 4) gerar trabalho e renda; 5) promover uma vida saudável; 6) democratizar o acesso ao esporte, ao lazer, à cultura e à tecnologia da informação; 7) promover os direitos humanos e as políticas afirmativas; 8) estimular a cidadania e a participação social; e 9) melhorar a qualidade de vida no meio rural e nas comunidades tradicionais.
Algumas dessas medidas foram sendo inseridas gradativamente no cenário nacional, à exemplo da luta pela erradicação do analfabetismo e a ampliação e garantia de acesso à educação que se tornou possível com a ampliação do Ensino de Jovens e Adultos – EJA, embora saibamos que ainda é necessário aperfeiçoar o programa. Outro exemplo são as políticas de ações afirmativas, sendo implantadas também no âmbito da educação, como o PROUNI (11.096/2005) e a aprovação da Lei de cotas (Lei nº 12.711/2012), que dispõe sobre reserva de vagas por recorte social e étnico-racial nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio.
No entanto as demandas continuam as mesmas e quem sabe até tenham aumentado, tornando, portanto extremamente necessário um instrumento como o Estatuto de Juventude que desse visibilidade à questão da real necessidade de investimento em políticas públicas para os jovens.
Como sabemos, não basta apenas o avanço da lei. Foram anos de debates até que conseguimos aprovar o Estatuto de Juventude. Agora a luta continua para que possamos de fato efetivá-lo e não deixar que este instrumento jurídico se constitua em letra morta. Por isso, a mobilização para a temática e a conscientização da sociedade é uma tarefa que julgo importante.

Após desistências e mudanças, Cocal enfrenta Carbonífera Criciúma no Regional da LARM

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

Depois de mais uma desistência do Campeonato Regional da LARM (dessa vez foi o Ru Barbosa) a equipe de Cocal do Sul conheceu a nova data estreia e adversário. O primeiro desafio será contra a Carbonífera Criciúma, no dia 14 de setembro, fora de casa.

Na nova fórmula de disputa, na primeira fase as equipes foram divididas em duas chaves de cinco, conforme colocação dos clubes no campeonato do ano passado. As equipes de uma chave jogam contra a da outra, classificando as quatro primeiras de cada chave para a segunda fase. Nesta fase a equipe de melhor campanha geral, entre as oito classificadas, irá enfrentar a oitava, a segunda a sétima, a terceira a sexta e a quarta a quinta colocada, em jogos eliminatórios de ida e volta. As classificadas se enfrentarão nas semifinais, também em jogos de ida e volta. Nas semifinais a equipe de melhor campanha no geral entre as quatro classificadas, irá enfrentar a quarta e a segunda a terceira. As vencedoras desta fase se confrontarão na final, também em jogos de ida e volta. A segunda partida da final será disputada no campo da equipe de melhor campanha em todo o campeonato.

Com a desistência do Inter de São Defende e Rui Barbosa, também foi definido que não haverá rebaixamento no campeonato deste ano.

A chave "A" será composto pelas equipes do Mãe Luzia, Caravággio, Itaúna, Cocal do Sul e De Villa e a chave "B" terá a Carbonífera Criciúma, Meleiro, Forquilhinha, Metropolitano e Ouro Preto.

Cocal passa por estudo para avaliar potencialidades turísticas

por Davi Carrer
- cocalcomunitario@gmail.com

Profissionais de turismo, história, museologia e geografia da SATC permanecerão até o final desta semana em Cocal do Sul para conhecer as potencialidades, levantar informações e, posteriormente, apontar um diagnóstico da viabilidade de turismo na cidade. A equipe técnica está realizado o projeto “Diagnóstico de Turismo da Amrec”.

Ontem (26/8) eles foram recebidos pelo prefeito Ademir Magagnin no Paço Municipal. “Essa é uma oportunidade para o município abrir as portas para o turismo. Estamos começando do zero e animados porque muitas ideias surgiram nesse primeiro contato e nos dão a entender que Cocal tem muito potencial para atrair visitantes”, afirmou Magagnin.

O projeto, que está sendo pago pela SDR de Criciúma, irá atender todos os municípios da Amrec.

(Colaboração: Maria Luiza Da Rolt – Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Cocal do Sul)

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Polícia Civil de Cocal suspende atividades temporariamente

por Davi Carrer
 - cocalcomunitario@gmail.com

A Polícia Civil de Cocal do Sul suspendeu suas atividades temporariamente nesta segunda-feira (26/8) devido aos danos provocados pelas chuvas dos últimos dias. O responsável pela delegacia, Evandro Carlos Rodrigues, informou que as chuvas provocaram danos ao telhado da Delegacia, causando alagamento na lage que cobre o local.

“Face a este problema, ocorreu comprometimento na rede elétrica e por orientação técnica, suspendemos o atendimento, devido ao desligamento da energia elétrica desta Unidade Policia, até ser possível restabelecer os atendimento sem riscos”, comentou. O atendimento de urgência continua sendo feito normalmente.

Boletins de Ocorrência podem ser registrados na delegacia mais próxima ou online (clique aqui).


Já conferiu se as vacinas do seu filho estão em dia?

por Davi Carrer
 - cocalcomunitario@gmail.com

Se você perdeu o dia D da Campanha Nacional de Multivacinação para a atualização do esquema vacinal, realizado sábado (24/8), tem até o dia 30 de agosto para levar seu filho (menor de cinco anos) a um posto de saúde e conferir de a caderneta de vacinação está em dia. As unidades que atendem esta solicitação são os ESF dos bairros Jardim Elizabeth e Vila Nova e a Unidade Central.

No último sábado foram quase 200 atendimentos em que as crianças, acompanhadas pelos pais, além de fazerem a verificação das vacinas, puderam se divertir com a animação da Palhaça Narizinho, brinquedos e distribuição de guloseimas. Dessas 200, 35 crianças receberam a dose de vacinas que estavam em atraso.

Estatuto da Juventude: Entrevista com a secretária nacional de Juventude

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Confira a entrevista exclusiva que o Cocal Comunitário fez com a secretária nacional de Juventude, do Governo Federal, Severine Macedo. O assunto é o Estatuto da Juventude e políticas públicas para juventude.

Cocal Comunitário: O Estatuto da Juventude foi uma conquista da juventude brasileira. Você como secretária de Juventude do Governo Federal, poderia nos descrever como foi este processo de aprovação do Estatuto, depois de tantos anos de lutas?

Severine Macedo: Foram quase dez anos de tramitação e, desde que foram criados, a Secretaria Nacional de Juventude e o Conselho Nacional de Juventude se empenharam na aprovação desse importante documento, que constitui um marco para a agenda juvenil. O Estatuto é uma grande declaração de direitos da juventude. Ele garante o desenvolvimento integral dos jovens, deixando claro quais são os seus direitos, incluindo tanto os direitos básicos quanto os específicos, como o direito à educação, ao território, ao trabalho decente, à participação e à mobilidade, entre tantos outros. Um ponto relevante do Estatuto é o que define a obrigatoriedade dos governos criarem espaços para ouvir os jovens, estimulando sua participação nos processos decisórios, sobretudo na discussão e acompanhamento das políticas voltadas para o segmento. Essa orientação inclui a criação dos Conselhos Estaduais e Municipais de Juventude. Com isso, o Estatuto não só fortalece a institucionalidade do tema, como cria uma possibilidade concreta de transformar a Política Nacional de Juventude em uma Política efetivamente de Estado.

--

Cocal Comunitário: Cocal do Sul é uma cidade pequena, com cerca de 16 mil habitantes, e encontra-se em pleno desenvolvimento, ocupa o nono lugar no IDH em educação em Santa Catarina, o maior índice do sul de SC, ocupa também 128ª posição geral dos municípios. É possível um investimento em políticas públicas, mesmo sem grandes problemas sociais?

Severine Macedo: As políticas públicas não existem apenas como um instrumento reparador de problemas sociais, mas, como a exemplo do segmento juvenil, elas buscam a efetiva garantia dos direitos, da autonomia e emancipação da juventude. Enxergamos o investimento em políticas públicas como a universalização e democratização dos direitos e garantias básicas de qualquer cidadão, como o acesso à cultura, educação pública de qualidade, o acesso ao ensino superior, o direito ao esporte, à saúde e a instrumentos que promovam a equidade e o faça pertencente à sociedade como sujeito de direitos. Vivemos a maior geração de jovens do nosso país, são 51 milhões de pessoas de 15 a 29 anos, portanto um segmento estratégico para o desenvolvimento sustentável do Brasil, com um peso econômico, político, social e cultural. Garantir estes direitos, com destaque a participação, é portanto fundamental, para todas as cidades.

--

Cocal Comunitário: O Estatuto abre uma porta para criações dos conselhos municipais e estadual. Nossa cidade ainda não tem conselho de juventude e nem um órgão gestor. Qual a importância de um conselho para cidade e como se pode efetuar o conselho?

Severine Macedo: A criação dos conselhos de juventude nos municípios que ainda não os possuem garantirão a participação efetiva do segmento juvenil, respeitando sua diversidade e a liberdade de organização. São instrumentos que além de acompanhar, discutir e propor a elaboração de políticas, programas, projetos e ações voltados para a juventude, são espaços que garantem a integração e a participação do jovem nos processos social, econômico, político e cultural a nível municipal, estadual e federal.

--

Cocal Comunitário: Sobre a políticas públicas para juventude, algo que é novo para o Brasil, quais os programas e projetos que o Governo Federal possui para oferecer aos municípios em parcerias com a própria juventude?

Severine Macedo: A Política Nacional de Juventude é uma política transversal, com programas e ações desenvolvidos em diversos Ministérios, a exemplo dos Ministérios da Saúde, Educação, Esporte, Justiça, Trabalho e Emprego, e muitos outros. No que diz respeito à SNJ, temos o Plano Juventude Viva, que tem por objetivo reduzir o índice de violência contra os jovens negros, que são as principais vítimas de homicídios no país; o Programa de Inclusão Produtiva, Formação Cidadã e Capacitação para Geração de Renda da Juventude Rural; e o Participatório, que foi lançado recentemente, com o objetivo de estimular a produção de conhecimentos sobre a juventude, além de manter um ambiente virtual para diálogo direto com os jovens. Nesse momento, os estados e municípios poderão aderir ao Programa Estação Juventude, por meio de um edital, no valor de R$ 20 milhões. O objetivo é promover a inclusão e emancipação dos jovens, ampliando seu acesso às políticas governamentais (federais, estaduais e municipais), por meio desses equipamentos públicos.  As Estações vão oferecer informações sobre programas e ações para os jovens, além de orientação, encaminhamento e apoio para que tenham condições de construir suas trajetórias e buscar as melhores opções para sua formação. O programa será implementado em dois formatos: as Estações complementares, instaladas em equipamentos públicos municipais já existentes, que irão viabilizar o atendimento qualificado para os jovens; e as unidades itinerantes, instaladas em ônibus que irão percorrer localidades diferentes para ampliar, territorialmente, o acesso às informações. As informações estão disponíveis no site da Secretaria www.juventude.gov.br.



Técnico interino, Silvio Criciúma leva Tigre a vitória

Tiago Niero Fabris
 - cocalcomunitario@gmail.com
Suéliton comemorando primeiro gol contra Coritiba
Foto: Fernando Ribeiro

Após uma semana conturbada no Majestoso, demissão de Vadão e comissão técnica, o Tigre voltou a fazer seu torcedor sorrir. Os 6.204 torcedores presentes viram o placar ser aberto por Suéliton, aos 34 minutos do primeiro tempo, e ampliado por Fabinho, um minuto de depois, com um golaço de bicicleta.

O Criciúma foi para o intervalo aplaudido e sendo melhor em campo. Porém no segundo tempo o Coritiba equilibrou a partida, com um Criciúma mais acomodado. Aos 15 minutos da etapa complementar Elton cometeu falta na entrada da área e Júlio Cesar cobrou com exatidão, Galatto ainda foi nela, mas não chegou a tempo, cobrança perfeita.

Após o gol do Coxa, o Tigre acordou na partida, buscando o terceiro gol, enquanto os paranaenses pressionavam, mas o resultado não sofreu mais alterações, ficando no 2x1 para o tricolor.

Com a vitória e a combinação de resultados do domingo, o Carvoeiro saiu do Z4, ocupando agora a 16ª colocação, ultrapassando a Ponte Preta, adversário desta semana pela Copa Sul-americana, em Campinas. Na partida contra a Macaca Campineira, o Tigre precisa vencer por dois gols para classificar à terceira fase, já que perdeu por 2x1, em casa, na última quarta-feira.

Já pelo Campeonato Brasileiro da Série A, o próximo adversário será o Vitória-BA, no Barradão, em 1º/9, às 16 horas. A última partida entre as duas equipes foi em 4/9/2012, com empate em 2x2 no Barradão, valendo pela Série B, onde mais tarde ambos foram promovidos.

Nesta semana deve ser anunciado o novo técnico Tricolor. PC Gusmão e Silas estão entre os nomes cotados.

domingo, 25 de agosto de 2013

Estatuto da Juventude: Cocal Comunitário traz entrevistas de secretária nacional e estudiosa

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Com aprovação do Estatuto da Juventude o Cocal Comunitário realizou entrevistas sobre o tema de políticas públicas para juventude. Foram entrevistadas duas jovens mulheres, que atuam na área de políticas públicas para juventude. As entrevistas foram concedidas exclusivamente ao Cocal Comunitário via internet.
Severine, secretária nacional de Juventude

A primeira entrevistada é a secretária nacional de Juventude, do Governo Federal, Severine Macedo, natural de Anita Garibaldi/SC, com origens nos movimentos sociais ligados à agricultura familiar. Desde 2011 é secretária da pasta, que é vinculada à Secretaria-Geral da Presidência da República, sob o comando do paranaense Gilberto Carvalho (PT). Severine é pedagoga e iniciou sua militância na Pastoral da Juventude, participou da coordenação de jovens da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul/CUT), com sede em Chapecó/SC, dirigiu a Secretaria Nacional de Juventude do PT.
Fernanda, professora e estudiosa do Direito

A outra entrevistada é professora Fernanda da Silva Lima, Doutoranda em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (PPGD/UFSC). Mestra em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2010), Bacharel em direito pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (2007). Integrante do Núcleo de Estudos Jurídicos e Sociais da Criança e do Adolescente (NEJUSCA/UFSC). Pesquisadora na área de Direito Público com linha de pesquisa em Criminologia e Direito da Criança e do Adolescente. Já participou do Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente Trabalhador (FETI/SC). Professora nas disciplinas de Direito da Criança e do Adolescente, Deontologia Jurídica, e Direito Constitucional na UNIBAVE/SC campus de Orleans e Cocal do Sul e nas disciplinas de Direito Constitucional, Criminologia e Processo Penal I nas Faculdades Esucri (Criciúma/SC).

Acompanhe, a partir de amanhã, a série com as entrevistas.

Algumas manchetes de Cocal do Sul desta semana #48

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

As três publicações mais acessadas e comentadas desta semana no Cocal Comunitário:
- Samae divulga resultado de concurso público
- Policiais salvam bebê de sete dias
- Cutucadas #41

Confira notícias relacionadas à Cocal do Sul em outros veículos de comunicação:

24/8 – Sábado
- Engeplus: Campeonato Regional Anjos do Futsal/Unesc tem mais uma rodada hoje

21/8 – Quarta-feira
- Difusora: Divulgado resultado do concurso no Samae de Cocal do Sul
- Difusora: Cocal realiza campanha nacional de multivacinas
- Difusora: Sem Rui Barbosa, Regional da Larm muda configuração em 2013
- Engeplus: Crianças conhecem história do boi-de-mamão
- Clicatribuna: Praça Central de Cocal do Sul recebe revitalização
- Clicatribuna: Seminário da Defesa Civil reúne mais de 100 pessoas

20/8 - Terça-feira
- Engeplus: Uma tarde para usar a imaginação e soltar a criatividade
- Engeplus: Desistência do Rui Barbosa modifica chaves, fases seguintes e data de início do Regional da Larm

19/8 - Segunda-feira
- Engeplus: Grátis: mais dois cursos profissionalizantes em Cocal do Sul
- Clicatribuna: Carateca de Cocal representa o Brasil na Colômbia
- Clicatribuna: Rua é pavimentada no Jardim Elizabeth, em Cocal
- Portal Vitrine: Polícia Civil fiscaliza estabelecimentos em operação

18/8 - Domingo
- Clicatribuna: Policiais salvam bebê engasgado
- Clicatribuna: Aos nove anos, Analice é premiada por melhor desempenho escolar

Tigre sai da zona de rebaixamento

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

O Tigre voltou a vencer no Campeonato Brasileiro da Série A. Na noite deste sábado (24/8), no Estádio Heriberto Hülse, o Criciúma fez valer o fator casa e garantiu a vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba. O Tricolor entrou em campo em ritmo forte, marcando em cima e em dois lindos lances garantiu os três pontos. A vitória tirou o time criciumense da zona do rebaixamento.

O primeiro tempo começou com muita pegada dos dois lados. As bolas divididas e os chutões marcaram os primeiros 20 minutos de jogo. O Tigre criou uma boa chance com Marcel, que aproveitou o rebote do goleiro e chutou prensado, mas a bola foi para fora. Logo em seguida veio o gol. Sueliton fez linda jogada pela direita, deixou os marcadores para trás e chutou forte para fazer o primeiro. Um minuto depois Fabinho recebeu livre na área e deu uma linda bicicleta, encobrindo o goleiro.

No segundo tempo o Coritiba veio para cima, buscando diminuir o placar e conseguiu aos 15 minutos, em cobrança de falta de Júlio César. O Coxa ainda tentou chegar ao empate, mas o Criciúma segurou bem o resultado.

O Criciúma volta a jogar pelo Brasileiro no próximo domingo (1/9), às 16 horas, contra o Vitória, no Estádio do Barradão. Antes, o Tigre encara a Ponte Preta, pela segunda fase da Copa Total Sul-Americana, na terça-feira (27/8), às 19h30min, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

(Colaboração: Lucas Jorge e Fernando Ribeiro – Criciúma E. C.)

sábado, 24 de agosto de 2013

Alunos do Demétrio conhecem a Barragem do Rio São Bento

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

Os alunos da Escola Demétrio Bettiol realizaram uma viagem diferente esta semana. Eles fizeram um passeio de estudos na Barragem do Rio São Bento, em Siderópolis. O grupo de estudantes conheceu a grandiosidade da área inundada (equivalente a 24 campos de futebol).

“O homem tem destruído a natureza para seu melhor conforto, suprindo assim suas necessidades. Com esse procedimento vamos perdendo, gradativamente, as riquezas que a natureza nos oferece. Este trabalho tem a intenção de refletir com os alunos do quinto ano sobre a necessidade de preservar os recursos naturais, principalmente a água”, comentou a professora Djne Eire Fernandes Brolesi.

A barragem foi construída para resolver os problemas de abastecimento de água potável da região Sul, castigada pelos poluentes da indústria carbonífera. Além disso, ela fornece água para irrigação, ajuda no amortecimento das cheias e reforça o desenvolvimento turístico regional.

Diocese de Criciúma celebra 15 anos

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

A Diocese de Criciúma está celebrando neste domingo (25/8) um grande encontro com as suas mais de 500 comunidades e 30 paróquias da região sul do Brasil. O encontro ocorre no Santuário do Caravaggio e tem como programação completa: 14 horas - Chegada de caravanas; 16 horas - Show com Antônio Cardoso; 17h30 - Santa Missa; 18h30 - Lucernário; 19 horas - Benção final.

Dois grandes momentos serão a celebração eucarística e o show do cantor e compositor católico Antônio Cardoso, natural de Miguel Calmon (BA).

Para o padre Joel Savio, coordenador diocesano de pastoral em declaração ao Cocal Comunitário, “celebrar 15 anos de ação pastoral é importante para, ao mesmo tempo, recordar tudo que já foi realizado e sonhar com tantas outras que virão”. Ele lembrou a importância da celebração dos 15 anos e explicou porque a celebração se chama concentração das comunidades. “A comunidade é a reunião de fiéis em torno de um mesmo mestre. Nosso mestre é Cristo e na comunidade fazemos o verdadeiro e autêntico encontro pessoal com Cristo. Como nas comunidades acontece esta vivencia cristã, celebramos a unidade destas 541 comunidades que compõem nossa Diocese”, comentou.

Um pouco do histórico da Diocese de Criciúma

Às 15 horas, do dia 15 de agosto de 1998, o Ginásio Municipal de Criciúma ficou pequeno para acomodar aquela multidão. Com espírito preparado, após o período de passagem da imagem do padroeiro São José por todas as paróquias e a motivação feita através da Oração pelo Bispo e pela Diocese, os católicos presenciaram e participaram da grande celebração. A cerimônia marcada para acontecer de forma campal, na Praça Nereu Ramos, ao lado da Catedral, teve de ser transferida por causa do tempo chuvoso. Dom Paulo Antonio de Conto acolheu o povo a si confiado. A leitura da Bula Papal Sollicitus De Spirituali Bono (Solícito pelo Bem Espiritual de seus Fiéis), feita pelo chanceler, padre Gregório Michels, seguida pela entrega do báculo, feita por Dom Hilário Moser, oficializaram o início da missão do primeiro bispo.

A criação da Diocese, em 27 de maio de 1998, pelo Papa João Paulo II, teve por objetivo atender de forma mais efetiva os serviços de pastoral e comunidades. Estas últimas, que hoje somam um total de 541, na época da Diocese de Tubarão eram 857, organizadas por meio de 53 paróquias, sob a missão de Dom Hilário Moser.

Após o período em que ficou vacante (de 2008 a 2009), sob a missão de padre Wilson Buss, que assumiu a função de Administrador Diocesano, o Papa Bento XVI confiou a Diocese de Criciúma, aos 16 de setembro de 2009, ao pastoreio de bispo Dom Jacinto Inacio Flach. (histórico retirado do Site da Diocese de Criciúma).

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Tribuna: O papel do vereador, Corpo de Bombeiro e verba para entidades

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Na tribuna desta semana o vereador Volnei da Silva (PSD) subiu ao púlpito para discursar. Também usou da tribuna o munícipe, ex-vereador e ex-vice-prefeito Ivanor José Zanette.

Ivanor utilizou a Tribuna para falar sobre o Papel do Vereador. Uma mistura de uma pesquisa feita na faculdade de Direito e opiniões próprias de como conduzir os trabalhos de vereador. Quase uma palestra sobre a história e o papel da vereança para os Edis da cidade.

O presidente do Legislativo Volnei relatou o empenhos dos vereadores para construção do quartel do Corpo de Bombeiro na cidade, proposta que não poderá ser efetuada este ano por motivos de demandas. Não será possível a instalação, mas continuarão articulando para o próximo ano. O vereador também trouxe o assunto das sobras de recursos da Câmara, que será repassado a entidades, como já foi repassado para algumas, e citou o valor gasto para reformar a pista de skate da cidade. Lembrou que quem define se o dinheiro será usado ou não será o prefeito. De forma justa, pois quem executa é o Executivo. O vereador relatou que a Câmara terá compromisso com 12 ou 13 entidades, que receberão um valor de R$ 15 mil. Ele fez menção que este dinheiro não deve ser usado para reforma de rua ou de campo de futebol, pois este trabalho deve ser articulado com a Secretaria de Obras. Sugiro aos vereadores que abram edital e cada entidade se inscreva com um projeto apresentado e detalhado do que precisa. Acredito que é o meio mais democrático e transparente e abre oportunidade para todas as entidades solicitar dinheiro.

No final da reunião ordinária a vereadora Nega (PMDB) pediu o uso da palavra para lembrar a semana dos deficientes, que acontece durante esta semana. O vereador Sidney (PSDB) pautou a proposta de fechamento das APAEs e tratou como “demência” o projeto do deputado. Antes de encerrar a sessão o presidente lembrou aos vereadores, seguindo regimento, que quando desejarem usar da palavra com assuntos que geram debate, usufruírem da tribuna.

Cocal recebe instrumentos para Defesa Civil

por Davi Carrer
 - cocalcomunitario@gmail.com

A cidade de Cocal do Sul recebeu um kit para interligar o município ao Centro de Monitoramento e Alerta do Estado. O kit é composto por microcomputador, impressora, televisor e sistema global de posicionamento (GPS), que irão ajudar o recém criado Sistema Municipal de Defesa Civil de Cocal do Sul (ver matéria da última sessão). 

Também foram entregues uma câmera fotográfica, trenas, capa de chuva e pranchetas para auxiliar nos trabalhos de identificação e mapeamento de áreas de risco de desastres. “Agora nós iremos trabalhar integrados com o Estado, com direito a todas as informações pertinentes, principalmente quanto ao monitoramento da região. Estamos providenciando um local para a Defesa Civil e colocaremos essas ações em prática”, comentou o prefeito Ademir Magagnin. 

A Defesa Civil implantada irá trabalhar em situações de calamidade, principalmente ocasionadas por eventos naturais e, também, em situações de normalidade, executando atividades preventivas para fortalecer as medidas destinadas a enfrentar desastres naturais, como inundações, secas, tempestades, incêndios, acidentes, epidemias, entre outros.

(Colaboração: Maria Luiza Da Rolt – Assessoria de Imprensa Cocal do Sul)

Opinião: Porque se sindicalizar?

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

É preciso trabalhar para sobreviver. Esta é uma verdade em que todos precisam passar. Até é possível sobreviver de outras formas, mas em nosso sistema somos preparados para trabalhar. Faz-se uma faculdade, não pensando no conhecimento, mas sim nas oportunidades do mercado de trabalho. Talvez por isso os psicólogos aumentem os números de atendimentos. Trabalhar é preciso e já que isso é necessário, como garantir direitos e não ser explorado?

A forma histórica comprovada de conquista de direitos se dá pela organização coletiva, dos trabalhadores em forma de agremiação sindical, cada categoria possui sua organização. O teórico comunista e crítico do sistema capitalista Karl Marx no manifesto do partido comunista expressou “Trabalhadores de todo mundo uni-vos”. Esta união demonstrou a capacidade das conquistas. No Brasil as lutas sindicais também são responsáveis pela articulação de forças populares. Lembremos a luta pela redemocratização do país na década de 1980 e final de 1970. Os trabalhadores criaram estruturas de lutas e com isso muitas conquistas.

Há um tempo os sindicatos vêm sendo sucateados por vários motivos: estruturas pesadas, lideranças viciadas, sindicatos ligados aos patrões, influencia político-partidária e o pior de tudo, a falta de pessoas que se colocam disponível a participar. Qualquer estrutura, até mesmo uma empresa, se não inovar-se, abrir-se, refletir e avaliar tende ao fracasso. Mas, na questão sindical, o maior problema é a recusa dos trabalhadores a se engajar nas lutas. Não é o presidente ou o liberado que faz a luta. São todos os trabalhadores.

O Brasil saiu às ruas em junho e usou do slogan #OGiganteAcordou. Bravo e justo, porém acordar e não participar não muda nada. É preciso se filiar ao sindicato. Lutar pelos direitos, debater propostas. Não existem conquistas porque o patrão é gente boa. Claro que irão justificar: nada adianta, eu não gosto daquele presidente, eu não gosto da “politicagem”. Bem, se você não concorda, entre lá e participe. Entre lá e mude, opine! Sobre a “politicagem”, você fica quieto e esta fazendo a mesma politicagem!

É preciso fazer parte e fazer acontecer. Qual sua categoria sindical? Quem é seu sindicato? Filie-se! Participe!

Cocal inicia campanha para conferir cadernetas de vacinação das crianças

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

A Secretaria de Saúde de Cocal do Sul inicia neste sábado (24/8) uma campanha para conferir se as cadernetas de vacinação das crianças, menores de cinco anos, estão atualizada. A ação integra a Campanha Nacional de Multivacinação para a atualização do esquema vacinal.

Neste sábado, das 9 às 16 horas, as crianças menores de cinco anos, acompanhadas pelos pais, serão recebidas com muita diversão e animação pela Palhaça Narizinho, que estará realizando brincadeiras, no Centro da cidade. Brinquedos e distribuição de guloseimas também farão parte da mobilização.

“Os pais deverão apresentar a carteirinha de vacinação. As crianças que estiverem em atraso com alguma das doses receberão no local. A equipe também fará durante o acompanhamento a pesagem dos pequenos”, comentou a secretária de Saúde, Sinara Crippa Milanez.

A Campanha segue até o dia 30 de agosto em todos os postos de saúde do município que possuem sala de vacinação (Jardim Elizabeth, Vila Nova e Unidade Central). A campanha visa diminuir o risco de transmissão de doenças preveníveis com vacinas, assim como reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal.

(Colaboração: Maria Luiza Da Rolt – Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Cocal do Sul)

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Quinta-feira de capacitações na Prefeitura de Cocal do Sul


por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

Dois grupos de profissionais participaram de diferentes capacitações na Prefeitura de Cocal do Sul nesta quinta-feira (22/8). Enquanto os funcionários da Secretaria de Obras e Agricultura participaram do curso intensivo para operadores de máquinas pesadas, os contabilistas e técnicos da Administração participaram de uma oficina sobre a Nota Fiscal Eletrônica.

Máquinas pesadas

Onze profissionais aprenderam na teoria e na prática quais os comandos das máquinas, como manuseá-las em segurança, além da prevenção de acidentes, equipamentos de proteção, manutenção, técnicas de operação da máquina, entre outros. Esta é a primeira vez que os profissionais da Secretaria de Obras recebem a capacitação para operar máquinas pesadas. O curso foi ministrado pela GA TOP Engenharia, Segurança e Medicina do Trabalho, por meio da empresa Cursos Candeo.

Nota Fiscal Eletrônica

A Nota Fiscal Eletrônica é novo sistema de arrecadação implantado pela Prefeitura de Cocal. Durante a oficina os usuários esclareceram as dúvidas e o funcionamento sobre a implementação da nova ferramenta. A partir de agora, empresários e prestadores de serviços deverão lançar suas notas em um sistema informatizado, agilizando sua emissão e simplificando o processo.

Técnicos do Deinfra estão em Cocal para dar inicio ao Projeto de Anel de Contorno Viário

por Davi Carrer 
- cocalcomunitario@gmail.com

Os sul cocalenses poderão observar Técnicos do Deinfra nesta quinta-feira (22/8) circulando a cidade. Eles estão fazendo uma visita para averiguar os primeiros traçados do Projeto de Anel de Contorno Viário. Após o levantamento será agendada uma reunião com a Comissão de Acompanhamento, composta por membros de entidades. “Com o debate conjunto será apresentado o melhor caminho para o desenvolvimento de Cocal do Sul", explicou o chefe de gabinete do Deinfra e presidente da CDL de Cocal, Fernando De Fáveri.

Cutucadas #41

por Rodrigo Szymanski
 - cocalcomunitario@gmail.com

Queria iniciar dizendo que: é importante para todas as instituições escutar críticas, pois ser criticado quando se é um órgão público faz parte. Nós, como imprensa, temos compromisso com o povo. Não criamos “historinhas”, mas se existe uma gama de reclamações, temos como missão divulgar e questionar. Jamais iremos fazer acusações sem provas. Muitas coisas chegam às nossas mãos como denúncias sem provas e não publicamos, pois acreditamos na verdade. É nossa função questionar!

=====================================

Infelizmente, às vezes, acontece "cerimoniais e atos Políticos" em Cocal do Sul e a mídia ou alguns veículos dela não são informados... Não avisar de festa, de isso, daquilo, tudo bem... Mas quando são ações que irão beneficiar ou, quem sabe, poderão beneficiar a comunidade existe uma blindagem. Coloco aqui minha indignação perante o descaso ou medo de divulgar com antecedência a “assinatura de liberação de obras”, “liberação de verbas” e outros fatos mais... Porque não foi notificado com antecedência a vinda do secretario de Educação de Santa Catarina para liberar dinheiro para construção/reforma de um colégio que estava caindo? Infelizmente não tenho bola de cristal, mas creio que esta “blindagem” se dá pela altíssima rejeição que a educação estadual de Santa Catarina tem... Aqui não peço convite especial e muito menos privilégios. Falo da divulgação pública para a comunidade!

=====================================

Sobre o repasse do dinheiro de sobra da Câmara de Vereadores as entidades, tenho uma sugestão a ser feita. Sou contra repassar dinheiro para entidades, porem, se for para ajudar, que não seja o simples repasse de verba. Os vereadores devem abrir editais e as entidades apresentar projetos. Projeto para compra de equipamentos, pintura, ampliação, etc. As entidades apresentam os projetos com orçamentos em três lugares e os vereadores aprovam ou não o valor. Acho que é o melhor a ser feito. Porque, sinceramente, existem “associações” em que a maioria nunca fica sabendo do que acontece. Vamos trabalhar com projetos, assim como as entidades fazem com as financiadoras de projetos sociais. Transparência acima de tudo com o dinheiro público!

=====================================

No Rio de Janeiro o povo pergunta “cadê o Amarildo?”. O Amarildo eu não sei, mas que ainda estou bloqueado no Facebook da polícia eu estou...

=====================================

Políticos locais pedindo a saída da Dilma e ainda fazendo discursinhos sem fundamentos. Olha, não querer a presidenta tudo bem, é a democracia, mas inventar “mentirinhas” é muita falta de vergonha na cara. Daí a gente vê os níveis de alguns!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Câmara de Vereadores: Defesa Civil aprovada e indicação para ponte aprovada, mas com ressalvas

por Rodrigo Szymanski 
- cocalcomunitario@gmail.com

Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Cocal do Sul de ontem (20/8) foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei que cria a Defesa Civil, o fundo da Defesa Civil e o conselho de Defesa Civil. O assunto já tinha sido debatido no primeiro semestre, quando um membro da Defesa Civil regional esteve explicando a importância da Defesa Civil para o município. A vereadora Angela Maria Mendes Anjo (PPS) explicou a importância de o município possuir uma Defesa Civil e assim saber tratar quando ocorrer catástrofes ou necessidades que precisam de intervenção. 

Na sessão a tribuna foi usada pelo munícipe, ex-vereador e ex-vice-prefeito Ivanor José Zanete e pelo presidente da Câmara Volnei Da Silva (PSD). Ao final da sessão a vereadora Roseny Cittadin Barbosa (PMDB), a Nega, e o vereador Sidney Duarte de Oliveira (PSDB) também usaram da palavra.

A indicação 45/13 foi apresentada pelo vereador Edson Rosso (PSDB), subscrita pelos vereadores do PSDB, pedindo uma ponte mais elevada e aterros com limpeza do rio na Linha Vicentina. Segundo Edson, a comunidade pediu que intercedesse com o pedido, apresentando um abaixo assinado. O vereador Agenor Benati Pedroso (PDT) usou da palavra para explicar que já havia feito o pedido ao prefeito e secretário de Obra e eles se comprometeram a fazer dentro de alguns dias. O vereador Sidney lembrou que se faça pontes de concreto e não de madeira, que em pouco tempo precisam de reforma. “Que se gaste mais, mas se faça algo durável”, afirmou. O assunto foi apoiada pelo presidente do Legislativo, que acrescentou que não é possível um aterro nas mediações de lugares de coleta e reservatórios de águas.

Muito bom quando se vê um debate na sessão, com ideias questionadas e ideias apoiadas. Acredito que o município cresce nestes debates sadios de busca de resultados positivos.